O Sado foi uma das mais importantes zonas de produção de sal em Portugal, tendo sido a sua paisagem fortemente dominada pelas salinas.

As suas condições particularmente favoráveis para a produção de sal, possibilitaram que os romanos tenham estabelecido no Sado uma importante indústria de salga de peixe, de que Tróia é o exemplo mais evidente.

Actualmente existem menos de uma dezena de salinas activas, se bem que continuem a ter uma expressão cultural e simbólica da maior relevância, pela importância que, durante tantos anos, tiveram na economia e na história da região