Alcácer do Sal é uma cidade antiquíssima, com uma ocupação humana que recua à Idade do Bronze e à Idade do Ferro, tendo sido ocupada por Fenícios, Romanos, Visigodos e Árabes.

Durante o período muçulmano, que terminou em 1217, Alcácer do Sal juntamente com Palmela e Sesimbra, fazia parte de uma linha de defesa militar que permitia controlar, ao sul do Tejo, um vasto território terrestre, marítimo e fluvial, desde o oceano atlântico até bem ao interior da planície alentejana, tendo sido uma importante base militar naval.

Não obstante a importância recente na produção de sal, Alcácer do Sal, com cerca de 6 mil habitantes, tem hoje na produção de pinhão e na cultura do arroz, duas das suas mais importantes actividades económicas.

Atravessada pelo Sado, Alcácer é uma das mais bonitas vilas do Litoral Alentejano, onde o interesse da sua história se associa à sua gastronomia, ao seu artesanato e às suas gentes hospitaleiras.

Os árabes no Sado